Posts

INTELIGENCIA ARTIFICIAL, ROBÓTICA Y MODELOS DE ADMINISTRACIÓN PÚBLICA

O objetivo deste trabalho é analisar os riscos e oportunidades da introdução da inteligência artificial e robótica na administração pública. É essencial que as instituições públicas adotem uma estratégia proativa, isto é, aproveitem a revolução tecnológica para renovar sua capacidade técnica, mas principalmente para resolver a maioria de seus problemas conceituais e organizacionais. Leia mais

TRENDS IN PUBLIC ADMINISTRATION AFTER HEGEMONY OF THE NEW PUBLIC MANAGEMENT

O objetivo do artigo é avançar na compreensão do quadro de gestão pública após décadas de reforma administrativa sob a hegemonia da Nova Gestão Pública (NMP, New Public Management). Com base em uma ampla revisão de literatura, o artigo mapeia tendências em termos de princípios e diretrizes e indica que o pós-NGP é um processo de continuidade, e não uma ruptura com o paradigma anterior Leia mais

ACOMPANHANDO AS REGIÕES METROPOLITANAS: AVANÇOS NA PESQUISA GOVERNANÇA METROPOLITANA NO BRASIL

No Brasil contemporâneo, tanto ou mais que o fenômeno da urbanização, a metropolização vem se configurando como uma tendência de organização do espaço, seja enquanto fenômeno socioespacial, seja como fenômeno político-institucional, o que se reflete no aumento da importância das metrópoles brasileiras e no aumento do número de regiões metropolitanas (RMs). Leia mais

GOBERNANZA METROPOLITANA EN MÉXICO: INSTITUCIONES E INSTRUMENTOS

La metropolización es una tendencia mundial resultado de un proceso de ajuste de escala en el marco de la globalización. La fragmentación inherente a las metrópolis plantea siempre problemas para la coordinación intergubernamental. En este trabajo se analizan las estructuras institucionales existentes en el nivel macro en México y a partir de ellas el tipo de relaciones intergubernamentales y la capacidad para coordinar políticas y compartir recursos para la planeación y la gestión metropolitanas. Leia mais

GESTÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS NO PODER LOCAL

O artigo compara os conselhos de políticas públicas em cidades brasileiras de médio e pequeno porte. O objetivo é identificar características do desenho institucional e o possível impacto da escala (porte do município) na dinâmica de funcionamento das referidas instituições. Leia mais

INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL, ROBÓTICA E MODELOS DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

O objetivo deste trabalho é analisar os riscos e oportunidades da introdução da inteligência artificial e robótica na administração pública. É imperativo que as instituições públicas adotem uma estratégia pró-ativa, ou seja, para aproveitar a revolução tecnológica não só para renovar a sua capacidade técnica, mas principalmente para resolver a maioria dos seus problemas conceituais e organizacionais. Leia mais

O ESGOTAMENTO PARADIGMÁTICO DO ESTADO NEOLIBERAL NA AMÉRICA LATINA

Durante a era contemporânea, a evolução da grande maioria dos Estados latino-americanos seguiu dois cursos principais: o neoliberalismo e o neopopulismo. Apesar destas formações políticas serem baseadas em paradigmas conflitantes, ambos os fluxos têm uma coincidência fundamental: o enfraquecimento das capacidades institucionais do Estado e o surgimento de relações conflituosas entre os principais agentes do Estado e outros, tanto o mercado como a sociedade civil. Leia mais

É PRECISO COMBATER A CORRUPÇÃO. MAS HÁ DE SE PESAR OS CUSTOS

Mover mundos e fundos no combate à corrupção, trazendo-a para a centralidade da governança – embalados seus heróis, por vezes, pelo desejo utópico de exterminá-la a qualquer custo – é ignorar que ela não é um mal em si mesmo, mas, sim, uma alavanca de problemas e prejuízos para os resultados das políticas públicas.

Leia mais

GOVERNANÇA PÚBLICA CONTEMPORÂNEA: UMA TENTATIVA DE DISSECAÇÃO CONCEITUAL

Governança pública tem sido proclamada como um novo paradigma, distinto da nova gestão pública e da administração pública burocrática ortodoxa. Aplica-se em novos tempos e contextos, marcados pelo pluralismo, complexidade, ambiguidade e fragmentação, diferentemente dos contextos da velha administração pública (o nascimento e apogeu do estado do bem-estar social desenvolvimentista) e da nova gestão pública (a onda neoliberal dos anos 80 e 90).

Leia mais