Posts

SMART CITIES E PANDEMIA

Esta pesquisa visa caracterizar a utilização de ferramentas digitais na adaptação das cidades brasileiras à pandemia, baseada no conceito de smart city. Para tanto, buscou-se traçar um panorama da adoção de ferramentas digitais pela administração pública nas cem maiores cidades brasileiras, como resposta aos desafios impostos pela situação pandêmica, contribuindo para efetivar o isolamento ou para adaptar o funcionamento de atividades. Leia mais

O CONHECIMENTO CIENTÍFICO COMO INSTRUMENTO CENTRAL NA TOMADA DE DECISÃO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

O artigo discute porque, ao desconsiderar as informações e análises geradas pela comunidade científica nacional e internacional, gestores públicos e mesmo privados tomam decisões equivocadas e nefastas para o interesse geral e privado, sobretudo durante uma crise transformadora com a pandemia de COVID-19. Leia mais

DILEMAS MORAIS DA GESTÃO PÚBLICA BRASILEIRA NO ENFRENTAMENTO DA PANDEMIA

Devido à pandemia do novo coronavírus, a gestão pública brasileira tem tomado decisões de interesse público que impactam diretamente a vida de praticamente todos os brasileiros e apresentam diversas questões éticas intrínsecas. Leia mais

A TRANSPARÊNCIA DOS GOVERNOS LOCAIS

Este estudo tem por objetivo analisar a influência dos aspectos socioeconômicos, financeiro-orçamentários e político-eleitorais na transparência ativa e passiva dos governos locais brasileiros. Leia mais

GOVERNO INTELIGENTE: ANÁLISE SOB A PERSPECTIVA DE GESTORES PÚBLICOS

Estudos recentes apontam que o conceito de governo inteligente e suas respectivas dimensões ainda não estão consolidados. Considerando a importância do tema para a eficiência da atividade pública, seu entendimento e seu reconhecimento para a gestão pública são questões que devem ser mais bem exploradas. Leia mais

A POLÍTICA PÚBLICA PARA OS SERVIÇOS URBANOS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA E ESGOTAMENTO SANITÁRIO NO BRASIL

Este artigo busca analisar a política pública de abastecimento de água e esgotamento sanitário durante as gestões do Partido dos Trabalhadores, entre 2007 e 2014, identificando, nos instrumentos da política, uma ambiguidade entre uma lógica mercantilizadora e uma lógica do saneamento como direito social. Leia mais

PARTICIPAÇÃO E POLÍTICA PÚBLICA: EFETIVIDADE DOS CONSELHOS DE ASSISTÊNCIA SOCIAL NA GESTÃO DA POLÍTICA

Este artigo pretende contribuir com o debate em curso sobre a efetividade das instituições participativas, analisando os efeitos dos conselhos de assistência social sobre a gestão da política setorial nos municípios brasileiros. Leia mais

INFLUÊNCIA DA GOVERNANÇA PÚBLICA NA EFICIÊNCIA DA ALOCAÇÃO DOS RECURSOS PÚBLICOS

Este estudo buscou verificar a influência de práticas de governança pública na eficiência da aplicação dos recursos públicos em educação e saúde nos municípios brasileiros, a partir da perspectiva da nova governança pública (new public governance — NPG). Para atingir tal objetivo, construiu-se um índice de eficiência municipal (IEM) proposto por C. C. M. Costa et al. (2015), com o intuito de medir a eficiência da aplicação dos recursos públicos com educação e saúde dos municípios brasileiros no ano de 2010. Leia mais

O PROGRAMA FARMÁCIA POPULAR: ALCANCE E LIMITES COMO ALTERNATIVA DE ACESSO A MEDICAMENTOS ESSENCIAIS

Tendo como premissa que o Estado brasileiro reconhece o direito à saúde como uma das garantias de cidadania, o presente artigo analisa o Programa Farmácia Popular do Brasil, implantado em 2004, como política pública de acesso a medicamentos. Leia mais

A POLÍTICA PÚBLICA PARA OS SERVIÇOS URBANOS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA E ESGOTAMENTO SANITÁRIO NO BRASIL

Este artigo busca analisar a política pública de abastecimento de água e esgotamento sanitário durante as gestões do Partido dos Trabalhadores, entre 2007 e 2014, identificando, nos instrumentos da política, uma ambiguidade entre uma lógica mercantilizadora e uma lógica do saneamento como direito social. Leia mais