Posts

FINANCIAMENTO DA COVID-19, INFLAÇÃO E RESTRIÇÃO FISCAL

A pandemia do Covid-19 está produzindo uma depressão econômica que poderia ser substancialmente reduzida se o Estado em cada país, além de fazer os gastos necessários na saúde, compensasse as empresas e famílias que estão perdendo com as políticas de distanciamento social e confinamento. Os governos, no entanto, limitam seus gastos para não aumentar a dívida pública. Leia mais

BRASIL: A AUSTERIDADE FISCAL VOLTARÁ APÓS A PANDEMIA?

A pandemia atingiu o Brasil em meio à aplicação de uma agenda de reformas centrada na austeridade e na redução do papel do Estado na economia. A realidade concreta impôs uma mudança no rumo da política econômica e transformou o debate fiscal no Brasil. Leia mais

INFLUÊNCIA DA GOVERNANÇA PÚBLICA NA EFICIÊNCIA DA ALOCAÇÃO DOS RECURSOS PÚBLICOS

Este estudo buscou verificar a influência de práticas de governança pública na eficiência da aplicação dos recursos públicos em educação e saúde nos municípios brasileiros, a partir da perspectiva da nova governança pública (new public governance — NPG). Para atingir tal objetivo, construiu-se um índice de eficiência municipal (IEM) proposto por C. C. M. Costa et al. (2015), com o intuito de medir a eficiência da aplicação dos recursos públicos com educação e saúde dos municípios brasileiros no ano de 2010. Leia mais

UMA ANÁLISE DO EFEITO DOS GASTOS PÚBLICOS EM EDUCAÇÃO SOBRE A CRIMINALIDADE NO BRASIL

O objetivo do estudo é analisar se o gasto público em educação pode contribuir para reduzir a taxa de homicídios e se é necessário um período para que esse resultado seja observado. Para isso, foram utilizados dados socioeconômicos dos estados brasileiros e um modelo de painel dinâmico (GMM-SYS) com uma defasagem para os gastos com educação por habitante, além da relação contemporânea. Leia mais