Posts

UMA ECONOMIA À DERIVA

Já é dado como certo por analistas econômicos que neste ano de 2019 a economia brasileira não superará o seu estado de anomia, oscilando entre a estagnação e uma recessão moderada. Do ponto de vista do curto prazo, que é o que mais interessa aqui, as trapalhadas políticas do governo Bolsonaro impediram que no seu início o capital político fosse utilizado para viabilizar a retomada da economia engendrando, ao menos, um voo da galinha. Leia mais

A CONTRIBUIÇÃO DE MARIA DA CONCEIÇÃO TAVARES À ECONOMIA BRASILEIRA

Tida como uma das 4 mulheres entre os 100 economistas heterodoxos mais importantes do século 20, Conceição Tavares trouxe imensa colaboração teórica e empírica ao processo de desenvolvimento das economias latino-americanas, em especial da brasileira. Leia mais

CONFLITO DISTRIBUTIVO E O FIM DA “BREVE ERA DE OURO” DA ECONOMIA BRASILEIRA

O objetivo deste trabalho é discutir as causas principais da interrupção do processo de crescimento com inclusão social que ocorreu na economia brasileira a partir de meados dos anos 2000, que chamaremos de “breve era de ouro” da economia brasileira. Leia mais

40 ANOS DE DESINDUSTRIALIZAÇÃO

A economia brasileira, que cresceu de maneira extraordinária entre 1950 e 1980, está quase estagnada desde então. Enquanto crescia 4,5 por cento ao ano naquele período, cresce desde então apenas 0,9 por cento ao ano. Leia mais

CRISE FISCAL NO BRASIL: CAUSAS E REMÉDIO

De 2014 a 2017, o Brasil experimentou uma deterioração fiscal sem precedentes causada por fatores multidimensionais. De acordo com a literatura econômica, para lidar com tal crise, é recomendado adotar um programa de consolidação fiscal baseado em corte de gastos mais do que baseado em aumento de impostos. Leia mais

CRISE FISCAL NO BRASIL: CAUSAS E REMÉDIO

De 2014 a 2017, o Brasil experimentou uma deterioração fiscal sem precedentes causada por fatores multidimensionais. De acordo com a literatura econômica, para lidar com tal crise, é recomendado adotar um programa de consolidação fiscal baseado em corte de gastos mais do que baseado em aumento de impostos. Leia mais

O NOVO DESENVOLVIMENTISMO E O DESAFIO DE 2019: SUPERAR A ESTAGNAÇÃO ESTRUTURAL DA ECONOMIA BRASILEIRA

Este trabalho relaciona as semelhanças e aponta as diferenças entre o Desenvolvimentismo Clássico e o Novo Desenvolvimentismo e, ao final, discute os próximos passos necessários para a nova teoria perseverar no contexto atual brasileiro. Leia mais