ALCANCES, LIMITES E ANTINOMIAS DE MÉTODOS E TÉCNICAS EM CENÁRIOS PROSPECTIVOS

O objetivo central deste texto é apresentar um levantamento bibliográfico acerca de métodos e técnicas de prospectiva, com o propósito de atualizar o debate e colocar em evidência as abordagens mais contemporâneas da área. Ao cuidar de revisitar os métodos e as técnicas, notou-se a pertinência de uma breve incursão nos aspectos epistemológicos dos estudos prospectivos. Leia mais

O ESGOTAMENTO PARADIGMÁTICO DO ESTADO NEOLIBERAL NA AMÉRICA LATINA

Durante a era contemporânea, a evolução da grande maioria dos Estados latino-americanos seguiu dois cursos principais: o neoliberalismo e o neopopulismo. Apesar destas formações políticas serem baseadas em paradigmas conflitantes, ambos os fluxos têm uma coincidência fundamental: o enfraquecimento das capacidades institucionais do Estado e o surgimento de relações conflituosas entre os principais agentes do Estado e outros, tanto o mercado como a sociedade civil. Leia mais

OS PRÓXIMOS PASSOS NA PONTE PARA O ABISMO?

Leda Paulani, livre-docente junto ao Departamento de Economia da FEA-USP e professora do Departamento de Economia e da Pós-graduação da FEA/USP, examina os três pilares do projeto econômico do novo governo e afirma: se concretizados, eles levarão a acumulação financeira ao intolerável — e tornarão a política irrelevante. Leia mais

REPENSANDO O ESTADO BRASILEIRO: EM BUSCA DE UM MODELO SUSTENTÁVEL

As crises do Brasil, tanto no governo como na sociedade, vêm exacerbando nos últimos anos os problemas sociais, ambientais e econômicos. Para além das questões econômicas (taxa de juros, inflação etc.) e da “reforma política” Leia mais

CRISE FISCAL NO BRASIL: CAUSAS E REMÉDIO

De 2014 a 2017, o Brasil experimentou uma deterioração fiscal sem precedentes causada por fatores multidimensionais. De acordo com a literatura econômica, para lidar com tal crise, é recomendado adotar um programa de consolidação fiscal baseado em corte de gastos mais do que baseado em aumento de impostos. Leia mais

O NOVO DESENVOLVIMENTISMO E O DESAFIO DE 2019: SUPERAR A ESTAGNAÇÃO ESTRUTURAL DA ECONOMIA BRASILEIRA

Este trabalho relaciona as semelhanças e aponta as diferenças entre o Desenvolvimentismo Clássico e o Novo Desenvolvimentismo e, ao final, discute os próximos passos necessários para a nova teoria perseverar no contexto atual brasileiro. Leia mais

QUANDO GRANDES PROJETOS URBANOS ACONTECEM? UMA ANÁLISE A PARTIR DO PORTO MARAVILHA NO RIO DE JANEIRO

Os grandes projetos urbanos são uma realidade no mundo, e recentemente também no Brasil. O Rio de Janeiro ensaia desde os anos 1980 a realização de um grande projeto urbano em sua região portuária que apenas agora está sendo implementado, configurando o primeiro projeto de tamanho porte a ser realizado no Brasil. A pergunta que se coloca é: quando, ou em quais condições os grandes projetos urbanos acontecem? Leia mais

BRASILEIRO LEVA 1 HORA PARA PRODUZIR O QUE AMERICANO FAZ EM 15 MINUTOS

O trabalhador brasileiro leva uma hora para fazer o mesmo produto ou serviço que um norte-americano consegue realizar em 15 minutos e um alemão ou coreano em 20 minutos. Leia mais

FATORES ASSOCIADOS À CORRUPÇÃO MUNICIPAL EM TRANSFERÊNCIAS DE RECURSOS DA UNIÃO

O presente artigo avalia a probabilidade de ocorrência de corrupção municipal a partir de modelos de contagem, tendo como variáveis de interesse os achados irregulares de fiscalização considerados médios e graves, extraídos de 1600 relatórios da Controladoria-Geral da União-CGU referentes aos municípios brasileiros. Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO, LAVA JATO E MÃOS LIMPAS: UMA ABORDAGEM INSTITUCIONAL

A operação de combate à corrupção na Itália no início dos anos 90 do século XX, conhecida como Mãos Limpas, foi fonte de inspiração para a 1º instância do sistema de justiça brasileiro na condução da Operação Lava Jato. Isso se deu não somente do ponto de vista da estratégia, baseada em delações dos acusados e disputa pela opinião pública, mas do ponto de vista institucional: houve uma aproximação da polícia, promotores e o juiz encarregado do caso em que as fronteiras entre as instituições ficaram menos claras. Leia mais