Por uma reconstrução sociológica da categoria “globalização”

Partindo do diagnóstico de que a categoria “globalização” padece de problemas de formação de significado científico e sociológico. dado o atual estado de indiferenciação em relação ao senso comum e em contexto de proliferação desmedida de uso do termo “globalização”, o presente artigo tem por objetivo depurar conceitualmente e contextualizar a categoria e o fenômeno social da globalização, bem como situar a análise da globalização em perspectiva analítica sensível à dimensão processual e de longuíssimo prazo dos fenômenos sociais. Por “depurar conceitualmente”, entendo processo bem-sucedido de separação do senso comum. Por “contextualização”, entendo contextualização espaço-temporal das categorias de análise e do fenômeno social da globalização. Por fim, “situar a análise da globalização em uma perspectiva processual e de longo prazo” implica o duplo reconhecimento, tanto do caráter processual dos fenômenos sociais quanto da sua dimensão secular, que será feito por meio da abordagem conhecida como Análise dos Sistemas Mundiais.

Leia o artigo de Alexandre Abdal em https://www.scielo.br/j/rbcsoc/a/qBGPTdwnCkqTXkDy7yvfRpP/?format=pdf&lang=pt

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.