Modelo analítico da pedagogia do oprimido

Este artigo descreve os elementos característicos da pedagogia do oprimido, destacando as mediações pedagógicas centrais envolvidas no chamado método de Paulo Freire, que é sistematizado como um modelo analítico no final do texto. Para tal, centramo-nos nas experiências sociopedagógicas desenvolvidas pelos movimentos sociais, entendendo-as como estratégias de formação. O estudo aqui apresentado é o resultado de mais de quinze anos de investigação acadêmica, com movimentos sociais do Brasil e da Argentina. Nessa perspectiva, realizamos uma revisão bibliográfica da obra central de Freire, Pedagogia do oprimido, aqui apresentada em duas partes: o complexo do oprimido e o circuito dialógico, como leitura sintética que oferecemos da proposta pedagógica de Freire. O objetivo é desenvolver um conhecimento mais abrangente sobre esses processos de formação, promover as experiências educativas dos movimentos sociais e difundir o pensamento de Paulo Freire.

Leia o artigo de Ramon Rodrigues Ramalho em https://www.scielo.br/j/rbedu/a/br7NczPCHrxYzQkfWCQryQH/?format=pdf&lang=pt

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.