Economia política internacional e finanças sustentáveis

Sustentáveis, respectivamente, as finanças verdes são frequentemente promovidas como uma ferramenta inovadora para lidar com problemas ambientais. Este artigo avalia as propostas de políticas do novo acordo verde da UE e da UNCTAD, especificamente no que diz respeito às suas sugestões no domínio das finanças sustentáveis. O artigo fornece um referencial teórico na tradição da economia política crítica e combina uma perspectiva global com a teoria da regulação para avaliar diferentes estratégias na área de finanças sustentáveis. As respectivas propostas e iniciativas podem ser consideradas como possíveis modelos de estratégias hegemônicas em diferentes contextos. No entanto, a análise sugere que ambas as propostas, embora substancialmente diferentes e representando diferentes entidades na economia política internacional, não fornecem uma resposta sistemática aos problemas de um uso excessivo e altamente desigual global dos recursos naturais e ambientais.

Leia o artigo de Johannes Jäger em https://www.scielo.br/j/cint/a/zX3XkmSbJGmGRWhcKMzyDkF/?format=pdf&lang=en

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.