SEGREGAÇÃO, VULNERABILIDADE E DESIGUALDADES SOCIAIS E URBANAS

Com o avanço dos estudos sobre a segregação residencial, diversos autores têm discutido sobre os benefícios ou prejuízos que afetam diferentes grupos sociais em decorrência de sua localização no território das cidades.

Inserindo-se nessa discussão, o presente artigo apresenta um estudo sobre esses fenômenos em Salvador, primeira capital e atualmente a terceira maior cidade brasileira, com base em dados dos Censos Demográficos de 2000 e 2010 e de outras fontes oficiais. Evidenciando como a apropriação diferenciada do território urbano interfere sobre o acesso a bens e serviços e sobre as oportunidades de vida, suas análises deixam patente como essa apropriação contribui para acentuar e reproduzir a vulnerabilidade e as desigualdades sociais.

Leia o artigo de Inaiá Maria Moreira Carvalho em https://www.scielo.br/j/civitas/a/4WdzxmcMx9gLKjkLTn89C3w/?lang=pt&format=pdf

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.