ÁREA DE FAVELAS NO PAÍS DOBROU DE TAMANHO

Há quatro meses, em meio à crise econômica intensificada pela pandemia, famílias sem teto em São Paulo se articularam junto a movimentos sociais e ocuparam um terreno de 220 mil metros quadrados na Zona Leste da capital, ao lado do shopping Aricanduva, considerado o maior do continente.

Hoje, 800 famílias vivem na Ocupação Jorge Hereda, e outras centenas aguardam vagas numa lista de espera. A novíssima comunidade, alvo de uma ação de reintegração de posse suspensa no Superior Tribunal Federal (STF), é apenas uma pequena parte dos 185 mil hectares de ocupações informais existentes no país, o dobro do que havia há 36 anos, segundo levantamento do Projeto MapBiomas — Mapeamento Anual de Cobertura e Uso da Terra do Brasil. Os dados, divulgados ontem, revelaram a transformação da ocupação do solo do país, que, desde 1985, perdeu uma quantidade equivalente a 2,5 vezes a cidade de São Paulo em vegetação nativa, entre obras legais ou ilegais. O impacto das ocupações informais foi sentido na Amazônia, bioma em que se registrou o aumento de mais de 18% da área de favelas, sobretudo nas cidades de Belém e Manaus.

Leia o artigo de Lucas Altino em https://oglobo.globo.com/brasil/area-de-favelas-no-pais-dobrou-de-tamanho-em-36-anos-segundo-mapbiomas-25264751

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *