A ECONOMIA POLÍTICA DO CRESCIMENTO COM INCLUSÃO SOCIAL

Este artigo visa ajudar a compreender melhor a Era Lula, um período em que ocorreu um intenso e surpreendente processo de inclusão social no Brasil.

Para tal, são resgatados elementos da obra de Celso Furtado, porque em sua fase pós-estagnacionista a relação entre crescimento econômico e distribuição de renda ganha maior peso na sua análise e porque essa relação e os seus determinantes estiveram na base do processo inclusivo da Era Lula. Esse processo se baseou no aumento da renda ancorado no desempenho do mercado de trabalho, um processo claramente vinculado à dinâmica econômica. Porém, é importante destacar que tal desempenho vinculou-se não só à magnitude, mas sobretudo à forma como se expandiu a produção. É na definição do perfil de expansão (padrão de acumulação) e de sua influência sobre o mercado de trabalho que residem os principais determinantes da relação entre crescimento e distribuição, tão bem mapeados por Furtado.

Leia o artigo de Vinicius Gomes Lobo e Felipe Vella Pateo em https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/rbest/article/view/13792/10612

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.