AS CONSEQUÊNCIAS DA QUEDA RECORDE DO PIB BRASILEIRO

A economia brasileira encolheu em velocidade recorde no primeiro semestre deste ano. À queda de 2,5% do Produto Interno Bruto (PIB) registrada entre janeiro e março, somou-se uma retração de 9,7% no período de abril a junho, de acordo com os números divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O tombo no segundo trimestre foi menor que o inicialmente previsto, no início da pandemia, em grande medida devido ao auxílio emergencial, que amorteceu a queda de demanda doméstica. Ainda assim, e mesmo diante de uma recuperação que já se desenha para o segundo semestre deste ano, esse solavanco tem consequências que se manifestam não apenas no curto prazo.

Leia o artigo de Camilla Veras Mota em https://www.bbc.com/portuguese/brasil-53979045

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *