A PROFUNDIDADE DA ATUAL CRISE SOCIAL

Uma das manifestações mais agudas da crise que se instala em 2015 com a desastrosa inflexão na política econômica imposta pela dupla Dilma – Levy, e a forte recessão econômica dela decorrente, é o profundo empobrecimento da população brasileira. Na raiz desse comportamento estão a explosão do desemprego, a retração na geração de empregos e a expansão do trabalho autônomo. Acompanhados do aumento da inadimplência de famílias que se endividaram bastante no forte ciclo de consumo que se encerrou. Por sua vez, esta interrupção nas melhorias do nível de vida que vigorou entre 2004 e, grosso modo, até 2014, levou a uma atualização na forma de avaliar a dinâmica da estrutura social. Agora, trata-se de estudar a mobilidade social descendente e a piora nas condições de vida da ampla maioria da população.

Leia o artigo de Waldir Quadros em https://www.eco.unicamp.br/images/arquivos/artigos/TD/TD361.pdf

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *