EL JUICIO SUBJETIVO SOBRE LAS DESIGUALDADES SOCIALES

Este artigo estuda as avaliações subjetivas da justiça social no Chile, um país em que prevalecem pronunciadas desigualdades sociais, como nos outros países da América Latina. Analisa-se empiricamente as percepções sobre o justo e o injusto em relação ao salário para distintas posições sociais, procurando responder à pergunta sobre quais princípios de justiça aplicam as pessoas. Os resultados mostram que além do mérito individual vinculado ao esforço em educação e o trabalho, as pessoas consideram outros princípios de justiça, referentes ao capital cultural e social, assim como ao tratamento com a interação social. A incidência destes princípios de justiça varia dependendo das posições sociais consideradas e das características socioeconômicas dos participantes na pesquisa.

Leia o artigo de Oscar Mac-Clure e outros em http://www.scielo.br/pdf/dados/v62n3/0011-5258-dados-62-3-e20170247.pdf

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *