QUARENTA ANOS DE UMA ELEGIA: FRANCISCO DE OLIVEIRA E O NORDESTE

Em 2017 completaram-se quarenta anos da publicação de Elegia para uma re(li)gião, de Francisco de Oliveira. Dedicado a analisar a trajetória da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (SUDENE), da qual o sociólogo fez parte entre 1959 e 1964, o texto se tornou uma referência para o debate sobre a questão regional no Brasil. Além da crítica ao modelo de desenvolvimento que guiou a atuação da SUDENE, sobretudo durante a ditadura, Elegia expõe os impactos do “milagre econômico” sobre o Nordeste e as mudanças na divisão regional do trabalho do país. O texto exprime, também, a visão de uma parte dos intelectuais de esquerda sobre aquela conjuntura social e econômica. A partir da análise dos principais argumentos utilizados pelo autor e do debate sobre o clima que envolveu a elaboração do ensaio, este artigo tem o objetivo de relembrar seu impacto sobre as ciências sociais brasileiras dos anos 1970 e, por fim, refletir brevemente sobre sua atualidade.

Leia o artigo de Flávio Mendes em http://www.scielo.br/pdf/ccrh/v31n84/0103-4979-ccrh-31-84-0555.pdf

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *