REPRESENTATIVE BUREAUCRACY: A LEVER TO ENHANCE SOCIAL EQUITY, COPRODUCTION, AND DEMOCRACY

Estudiosos e profissionais há muito questionam se a raça, etnia e gênero dos burocratas públicos é importante para a eficácia e legitimidade dos serviços públicos. A teoria e a pesquisa da burocracia representativa fornecem um crescente corpo de evidências empíricas. Este artigo examina alguns dos ricos trabalhos acadêmicos que foram gerados sobre a burocracia representativa e suas implicações para a prática. Um aspecto significativo da pesquisa recente concentra-se na noção de representação simbólica, segundo a qual a mera existência de uma burocracia passivamente representada pode melhorar os resultados, influenciando as atitudes e comportamentos dos clientes, independentemente de ações ou resultados burocráticos.

Leia o artigo de Norma M. Riccucci e Gregg G. Van Ryzin em https://onlinelibrary.wiley.com/doi/epdf/10.1111/puar.12649

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *