GOVERNANCE NA SAÚDE: OS DESAFIOS DA OPERACIONALIZAÇÃO

A massificação dos conceitos em geral torna-os, muitas vezes, difíceis de precisar. O conceito de governança tornou-se transversal a várias áreas, sendo orientado de acordo com a área em que é aplicado. Autores referem que a governança surge como um “chapéu” sob o qual se encaixam muitos temas, motivo pelo qual surgiram diversos conceitos, com influência das áreas em que eram aplicados. Embora pesem as diversas traduções para a língua portuguesa encontradas na literatura, de forma genérica, o termo “governance” pode ser entendido como um modelo de governação em rede. Este trabalho pretende percorrer as diversas definições de governança, governança associada ao setor da saúde e, dentro deste, os diversos conceitos de governança encontrados na literatura. O objetivo é perceber quais são os fatores que dificultam a operacionalização da governança na saúde. São descritos fatores que de forma persistente condicionam a operacionalização da governança. O desafio é encontrar formas inovadoras para conseguir atenuar o impacto desses fatores.

Leia o artigo de Pedro Carrapato e outros em http://www.scielo.br/pdf/sausoc/v28n3/1984-0470-sausoc-28-03-66.pdf

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *