“ACCOUNTABILITY” E REDUÇÃO DAS DESIGUALDADES EM SAÚDE

Em São Paulo, as desigualdades em saúde decresceram entre 2001 e 2016. Esse fato não é trivial, dada a bem conhecida dificuldade em reverter desigualdades. A partir do conceito de accountability, fundado na teoria de principal-agente, enfoca-se a implementação da política de atenção primária à saúde no município. A análise destaca o papel da acirrada competição eleitoral, dos conselhos de saúde e dos contratos – entre o governo federal e o município, e entre este último e as OSS – para promover esses resultados.

Leia o artigo de Vera Schattan P. Coelho e outros em http://www.scielo.br/pdf/nec/v38n2/1980-5403-nec-38-02-323.pdf

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *