EXPLORANDO A BUROCRACIA DE MÉDIO ESCALÃO

O principal objetivo deste artigo é apresentar uma tipologia original de burocratas situados no nível intermediário da estrutura do serviço público. Esse conjunto específico de atores, os burocratas de médio escalão (BME), é visto como um grupo estratégico em função do seu papel de ligação e posição entre o alto escalão e os executores das políticas. Apesar de sua relevância e da reconhecida heterogeneidade, poucos estudos têm essa diversidade e efeitos no policymaking. Para cobrir esta lacuna e aprofundar na compreensão dos BMEs, este artigo propõe uma tipologia que inclui importantes dimensões, como perfil, trajetórias e desempenho, e assim, confirma empiricamente o pressuposto da heterogeneidade no serviço público federal brasileiro.

Leia o artigo de Pedro L. C. Cavalcante e outros em http://www.scielo.br/pdf/rbcpol/n26/2178-4884-rbcpol-26-187.pdf

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *