MOBILE GOVERNMENT: UMA ANÁLISE DOS APLICATIVOS ESTADUAIS COMO MEDIADORES DO RELACIONAMENTO ENTRE OS CIDADÃOS E OS GOVERNOS ESTADUAIS

Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2015, 92,1% dos domicílios brasileiros acessaram a internet por meio do telefone celular. Esses dados trouxeram oportunidades e desafios para a administração pública no sentido de utilizar a potencialidade do mobile government (m-gov) para a prestação de serviços. O objetivo geral é avaliar os aplicativos móveis dos governos estaduais e do Distrito Federal que centralizam a prestação de serviços, para verificar a aderência às melhores práticas de acordo com a literatura nacional e internacional para aprimorar o relacionamento com o cidadão. Apenas 10 unidades federativas do escopo pesquisado possuem um aplicativo que centraliza os serviços dos governos. O número de downloads também representa uma pequena parcela da população. Poucos aplicativos utilizam-se dos recursos tecnológicos típicos dos dispositivos móveis como GPS, câmera e avisos por push para aprimorar o relacionamento com o cidadão.

Leia o artigo de Rodrigo Diniz Lara e outros em https://repositorio.enap.gov.br/bitstream/1/3273/1/MOBILE%20GOVERNMENT%20UMA%20AN%c3%81LISE%20DOS%20APLICATIVOS%20ESTADUAIS%20COMO%20MEDIADORES%20DO%20RELACIONAMENTO%20ENTRE%20OS%20CIDAD%c3%83OS%20E%20OS%20GOVERNOS%20ESTADUAIS.pdf

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *