CAMINHOS E DESCAMINHOS DA MACROMETRÓPOLE PAULISTA

O presente artigo aborda aspectos econômicos relevantes do aglomerado urbano que constitui a Macrometrópole Paulista (MMP). Primeiramente, são identificadas as principais dinâmicas associadas à globalização e as suas manifestações em São Paulo. Em seguida, discute-se o acidentado percurso do desenvolvimento brasileiro nas últimas décadas, com ênfase nas pressões que pesam sobre a indústria nacional, o que significa caracterizar o contexto mais geral no qual a MMP está inscrita. Posteriormente, situa-se a MMP na trajetória recente da economia brasileira e analisa-se o seu desempenho industrial com os decorrentes impactos territoriais. Conclui-se avaliando a economia paulista em face dos desafios contemporâneos, salientando o papel do Estado nacional na implementação de políticas regionais capazes de estimular um desenvolvimento mais equilibrado no conjunto do território do País.

Leia o artigo de Alexandre Abdal e outros em http://www.scielo.br/pdf/cm/v21n44/2236-9996-cm-21-44-0145.pdf

Palavras-chave: Macrometrópole Paulista, Região Metropolitana de São Paulo, indústria, desindustrialização

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *