INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL, ROBÓTICA E MODELOS DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

O objetivo deste trabalho é analisar os riscos e oportunidades da introdução da inteligência artificial e robótica na administração pública. É imperativo que as instituições públicas adotem uma estratégia pró-ativa, ou seja, para aproveitar a revolução tecnológica não só para renovar a sua capacidade técnica, mas principalmente para resolver a maioria dos seus problemas conceituais e organizacionais. A inteligência artificial e a robótica podem ser a grande oportunidade de implementar uma renovação institucional e organizacional radical das instituições públicas e contribuir para sua adaptação, relevância e sobrevivência em um contexto complexo de governança. O objetivo é ir além da mera digitalização e inovação tecnológica e aproveitar o novo paradigma tecnológico para encomendar os diferentes modelos e culturas da administração (burocrático, administrativo, regulamentar e governança) e alcançar uma maior força institucional.

Leia o artigo de Carles Ramió Matas na integra em http://old.clad.org/portal/publicaciones-del-clad/revista-clad-reforma-democracia/articulos/072-octubre-2018/Ramio.pdf

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *